AS RELAÇÕES INTERPESSOAIS COMO FATOR DE MUDANÇA PARA O PROCESSO DE APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Alda Marinho da Silva, Neire Abreu Mota Porfiro

Resumo


A pesquisa em tela visa aborda as relações interpessoais na Educação Infantil, através de uma revisão bibliográfica, onde o principal objetivo a ser respondido mediante os embasamentos teóricos será: identificar a importância das relações interpessoais no desenvolvimento infantil como contribuição positiva para o processo de ensino e aprendizado. Vale ressaltar que nenhum ser humano pode viver isoladamente, pois, viver em grupo é essencial para a vida de uma cidadania plena e reflexiva.


Texto completo:

PDF

Referências


ANTUNES, Celso. Relações interpessoais e autoestima: a sala de aula como um espaço do crescimento integral. Fascículo 16.10º ed. Petrópolis, RJ. Ed vozes, 2014.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica. Brasília. 2013. 562 p.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para a educação infantil/ Secretária de Educação Básica. Brasília: MEC, SEB, 2010.

BRASIL. Estatuto da criança e do adolescente. Lei Federal 8069/90.

GRÜN, Anselm. ROBBEN, Ramona. Estabelecer Limites – Respeitar Limites; segredos para relações interpessoais bem-sucedidas. Tradução, Lorena Richter. 4º. Ed. Petrópolis, RJ. Ed. Vozes, 2011.

FURASTÉ, Pedro Augusto. Normas Técnicas para o Trabalho Científico. 14. Ed. Porto Alegre: s.n., 2005

FILHO, Aristeo Gonçalves Leite. História da Educação Infantil- Heloísa Marinho: uma tradição esquecida – Petrópolis, RJ: De Petrus,2011.

OLIVEIRA, Zilma de Moraes Ramos. Educação Infantil Fundamentos e Métodos. 7 º edição São Paulo Cortez 2011

SHINYASHIKI, Roberto. Conquiste seus alunos. 3º ed. São Paulo. Ed. Gente, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.
 |  Incluir comentário

Direitos autorais 2018 Revista FAROCIENCIA

ISSN 2359-1846

Indexadores: